saúde

9 cuidados especiais para quem tem alergia aos bichanos

Publicado por Gateiro, 16/10/2014

Alergia a gatos

Uma das maiores tristezas de um dono de gato é descobrir que tem alergia a felinos. Mas apesar de se poder pensar, a princípio, que esse diagnóstico significará o fim da sua relação de amor e companheirismo por seu bichinho, é bom que saiba que é possível tomar algumas atitudes capazes de reduzir seu desconforto. Quer saber quais providências são essas? Então é só me seguir!

É preciso entender, primeiramente, que a alergia ao gato não é desenvolvida por causa do pelo propriamente dito. O componente alergênico desse animal é encontrado, na verdade, nas secreções e na saliva que ficam depositadas em seu pelo – já que eles têm o costume de se lamber com frequência para manter a higiene. Não é o pelo, é a saliva!

EVITE QUE ELE ENTRE NO SEU QUARTO

A primeira regra para que você conviva bem com seu bichano é estabelecer espaços separados para vocês descansarem. Evite permitir que ele frequente seu quarto, já que no seu local de dormir é importante que não haja nenhum tipo de alergênico para não afetar a qualidade do seu sono. Isso pode parecer difícil em um primeiro momento, já que você quer ficar ao lado do seu gatinho o máximo de tempo possível, mas vocês entenderão que é um mal necessário para convergir no seu bem-estar.

LAVE SEMPRE AS MÃOS

Ter alergia não significa que você não pode brincar com seu bichano, mas é necessário ficar atento a alguns cuidados. Lave sempre – e muito bem – as mãos após as brincadeiras e deixe suas roupas separadas para lavar, evitando, assim, maiores contaminações.

USE ASPIRADOR DE PÓ NA CASA

Como o pelo carrega os compostos alergênicos da saliva e da secreção do gato, é importante que você diminua a presença dele por toda a casa. Quando for realizar a faxina, lembre-se de usar aspirador de pó para sugar qualquer excesso de pelos soltos pela casa.

LAVE A ROUPA DE CAMA COM ÁGUA QUENTE

Eventualmente seu gato vai subir na sua cama sem que você veja – e outras vezes com sua permissão, porque você não vai resistir. Por isso, lembre-se de lavar sua roupa de cama semanalmente com água quente, para tirar o máximo de vestígios alergênicos do tecido.

DEIXE JANELAS ABERTAS PARA O AR CIRCULAR

Não adianta nada você tomar todas essas precauções para reduzir o número de pelos acumulados pela casa, se você é daquelas pessoas que vive com as janelas sempre fechadas. Tente deixar, sempre que possível, as janelas abertas para que o ar circule com facilidade pelo ambiente, renovando os ambientes.

LAVE OS ITENS DO SEU BICHANO

Não são só suas roupas e seus lençóis que precisam ser lavadas com frequência para evitar a contaminação, os objetos e brinquedos do seu bichano também devem passar por algumas lavagens. Lave seus cobertores, suas roupinhas, sua caminha e suas toalhas.

EVITE TER TAPETES OU CARPETE EM CASA

Os tapetes e carpetes, por acumularem muita poeira e pelos de animais, são os maiores inimigos para um alérgico. Como o tapete e o carpete são de difícil lavagem, é recomendável que você escolha entre eles ou o gato. Obviamente você vai optar pela segunda alternativa, então livre-se já dos tapetes!

USE PURIFICADORES

Outro item que pode ajudar na remoção dos pelos espalhados pela casa são os purificadores de ar, que podem ser encontrados em várias lojas de eletrodomésticos. Esses purificadores são capazes de filtrar até 90% dos alergênicos espalhados pelo ar de sua casa, reduzindo bastante, portanto, sua sensação de mal-estar.

ESCOVE O BICHANO FORA DE CASA

Você quer escovar o seu bichano para eliminar os excessos de pelos mortos? Faça isso do lado de fora da sua casa! E o motivo é óbvio: quanto mais você o escova dentro de casa, mais pelos alergênicos se espalharão, irritando ainda mais sua alergia.

Com essas dicas em mãos você está pronto para viver em harmonia com seu bichano e sua alergia. Você já testou alguma dessas ações de prevenção? Comente aqui e conte sua experiência! E se quer saber ainda mais sobre alergias a felinos, confira aqui uma entrevista com a Dra. Laila Ribas e tire quaisquer dúvidas que ainda tenha a esse respeito.

Mais saúde

dedeira-escovacao-gato-2 Dedeira para apoio na limpeza dos dentes Publicado por Gateiro, 15/02/2019

Gatos podem apresentar gengivite e outras doenças periodontais ao longo do seu desenvolvimento. Pets idosos já sofrem com o problema com muito mais frequência. Como escovar os dentes do gato, mesmo com uma escova desenvolvida especialmente para pets, eu trago mais uma opção – a dedeira! Usada para a limpeza da gengiva e dentes de […]

gato-comprimido-babao-2 Gato babão depois de tomar remédio Publicado por Gateiro, 08/01/2019

Eu acredito que muitos gateiros já viram seus gatos babarem bastante ao receberem uma medicação líquida. Acontece, assusta, é normal, mas o tratamento em questão fica comprometido. Como o sabor dos remédios geralmente é bem amargo, os bichanos tratam de salivar com vontade para eliminar o gosto. Alguns babam mais, outros menos, mas a reação […]

gato-picole-3 Bola de gelo para refrescar Publicado por Gateiro, 18/12/2018

Com o verão batendo na porta, uma foto antiga sempre reaparece nas redes sociais: O gato e o seu picolé de ração úmida! A ideia é aprovada por veterinários, mas trate de deixar o picolé alguns minutos fora da geladeira antes de servir para o bichano, para derreter um pouco, pois isso evitará que a […]

gatos-cuidado-racao-1 Um gato vomitou e o outro quer comer! Publicado por Gateiro, 10/01/2018

É isso mesmo que você leu! Quem tem mais de um gato em casa, pode ter presenciado tal situação. Gatos não são como filhotes de passarinho, que podem comer o alimento já mastigado pela mãe. Veterinários não recomendam permitir o consumo de um alimento vomitado, pois assim as condições do organismo de um bichano não vão se estabelecer […]

clientes-1 doacoes-1

Gateiro no seu e-mail

Digite seu e-mail para receber as postagens do blog

Mais sobre

Arquivos

facebook

portal-medicina-felina-1