saúde

Cauda de garanhão

Publicado por Gateiro, 06/03/2017

cauda-garanhao-1

A cauda do seu gato está diferente, com aparência oleosa, coloração mais escura, sempre aparentando estar sujo? Já lavou a cauda do seu gato diversas vezes e tudo permanece igual? Seu gato pode estar com um problema muito comum, principalmente em machos, conhecido como cauda de garanhão. Porém, para ter o diagnóstico adequado, é necessário a avaliação de um médico veterinário!

Mas, afinal, o que é a cauda de garanhão?

A cauda de garanhão é o termo popular para a Seborréia do Órgão Supracaudal ou Hiperplasia da glândula da cauda. Apesar da causa ser desconhecida, sabe-se que normalmente, é mais comum em gatos jovens, não castrados, no período da puberdade. Os gatos da raça Persa são os mais afetados, sendo comum também nos siameses.

Os gatos possuem o órgão supracaudal localizado a alguns centímetros da base da cauda. Esse é um local rico em glândulas sebáceas e perianais que produzem e liberam secreções utilizadas pelos gatos para marcar território através do odor.
A cauda de garanhão aparece quando há um aumento das secreções dessas glândulas, deixando o local visivelmente bem oleoso, devido a uma superprodução de material sebáceo, e normalmente de cor acastanhada.

Quais são os sintomas da cauda de garanhão?

Os sintomas da cauda de garanhão incluem:

- Pelos na base da cauda ficam emaranhados e gordurosos
- Pelos na base da cauda podem afinar ou cair
- Pelos na base da cauda podem desenvolver um odor rançoso
- Comedões (cravos)
- Detritos de cores amarelo para preto , cera sobre a pele e pelos da base da cauda
- Foliculite bacteriana secundária (inflamação dos folículos pilosos) pode ocorrer

A seguir, fotos de um gato com Cauda de Garanhão. Veja o aspecto untuoso, presente na base da cauda.

cauda-garanhao-2

O que fazer?

Se seu gato tem este problema, não se preocupe, a resolução é mais simples do que aparenta ser. Primeiramente, a indicação ir até o veterinário de sua confiança para avaliação do quadro e, assim, saber como proceder. O Médico Veterinário irá te instruir e indicar o melhor protocolo. Se seu gato não for castrado, a realização do procedimento de castração, em muitos casos, mimetiza bastante o problema. Desta forma, a produção excessiva das glândulas sebáceas reduz, o que leva o animal a não ter mais os sintomas.

Porém para melhores resultados, é necessário associar com banhos terapêuticos, que podem e devem ser feitos com xampus específicos para tratamento durante um período específico. Estes xampus irão limpar profundamente o folículo piloso, fazendo com que o local acometido permaneça limpo e sem oleosidade. Após a melhora do quadro, recomenda-se retornar com banhos regulares, utilizando xampus com pH neutro. Procure sempre a orientação de médico veterinário para orientação adequada e prescrição do melhor tratamento.

Este post foi elaborado com a ajuda da equipe de veterinários da Virbac.

Fotos da doença cedidas pela Dra Romeika Reis, Dermatologista, da Clínica Veterinária Canis e Catus – Natal RN

Mais saúde

gato-primeiros-socorros-2 Primeiros-socorros para gatos Publicado por Gateiro, 09/08/2017

Gatos podem ser inquietos naturalmente, praticando saltos e outras peripécias o tempo todo. Mesmo tendo a fama de cair sempre em pé, os bichanos também podem sofrer acidentes ou serem vítimas de envenenamento. Nessas situações emergenciais, alguns cuidados básicos de primeiros-socorros podem salvar a vida dos pets. Quais cuidados devo tomar em situações de emergência? […]

gato-idoso-2 Gatos idosos: cuidados especiais Publicado por Gateiro, 07/08/2017

Assim como aconteceu com a população humana, a expectativa de vida dos gatos também aumentou nos últimos anos. Graças a fatores como uma melhor nutrição, cuidados veterinários, programas de adoção e mesmo à conscientização das pessoas em relação a maus tratos a animais de estimação, nossos amigos felinos tem vivido mais. Mas como saber se […]

gato-babando-2 Gato babando depois de tomar remédio Publicado por Gateiro, 08/03/2017

Aposto que muitas pessoas têm a dúvida a seguir! Quem a responde é a Dra. Laila Massad Ribas, veterinária e autora do Portal Medicina Felina, pós-doutoranda pela Faculdade de Medicina Veterinária da UNESP.  Por que os gatos babam tanto quando tomam um remédio? Mesmo babando, eles ingerem a medicação? Isso acontece com medicamentos amargos ou que têm um […]

gato-espirro-2 Espirro e engasgo em gatos Publicado por Gateiro, 06/02/2017

Eventualmente e sem motivo aparente, o gato começa a espirrar e ao mesmo tempo fica engasgado. E isso pode demorar quase 1 minuto para passar. Preocupado com isso, tratei de conversar com a Dra. Laila Massad Ribas, veterinária e autora do Portal Medicina Felina, pós-doutoranda pela Faculdade de Medicina Veterinária da UNESP. Veja o que ela me explicou: Os […]

Gateiro no seu e-mail

Digite seu e-mail para receber as postagens do blog

Mais sobre

Arquivos

facebook

Instagram

portal-medicina-felina-1