Eu acredito que muitos gateiros já viram seus gatos babarem bastante ao receberem uma medicação líquida. Acontece, assusta, é normal, mas o tratamento em questão pode ficar comprometido.

Como o sabor dos remédios geralmente é bem amargo, os bichanos tratam de salivar com vontade para eliminar o gosto. Alguns babam mais, outros menos, mas a reação é natural.

Com a salivação, o gato pode expulsar o medicamento da boca. É muito importante indicar como tudo aconteceu para o seu veterinário, pois ele deve avaliar a necessidade de uma nova administração para o remédio.

O remédio líquido funciona muito bem quando o tutor consegue abrir a boca do gatinho para esguichar, com uma seringa, todo o volume na garganta.

Eu já administrei medicações aqui em casa a partir da remanipulação do medicamento. Com a orientação do seu veterinário, vá até um laboratório que transforma a apresentação original em uma pasta saborosa. Este tipo de serviço está disponível em muitas cidades do Brasil. Eu passei a pasta no pelo do meu gato e por isso ele tratou de a lamber de uma vez, pois bichanos não suportam ficar com os pelos sujos.

Não vale triturar um comprimido para misturar na ração. Os especialistas deixam claro que muitos medicamentos têm sua absorção e efeito alterados quando triturados ou mesmo partidos. Fora que eu nunca vi um gato que saiu da toca para comer sua ração ao desconfiar que há pedaços de comprimido nela.

Confira aqui um importante alerta sobre o remédio Paracetamol.

Posts relacionados

Cadastre-se em nossa newsletter e receba novidades por e-mail