saúde

Plantas tóxicas para gatos

Publicado por Gateiro, 05/02/2013

Todo cuidado é pouco quando estamos lidando com plantas tóxicas para gatos. Os felinos não as ingerem com a mesma frequência que os cães, mas não é raro encontrar gatos intoxicados por esse motivo. Muitas vezes o diagnóstico da intoxicação é prejudicado por não se saber exatamente qual é o tipo de planta que o animal ingeriu.

A primeira dica é evitar essas plantas em casa. A segunda é levar o animal imediatamente ao veterinário quando há suspeita de intoxicação. Ao tentar induzir o vômito em casa, o animal pode o aspirar e desenvolver uma pneumonia por aspiração. Além disso, é comum as pessoas darem leite aos envenenados e intoxicados. Essa ação, além de gastar o tempo que poderia ser usado para ir até uma clínica, não tem efeito antídoto algum e pode piorar o quadro em caso de aspiração de vômito.

Veja uma lista com as plantas tóxicas mais comuns:

Antúrio (Anthurium andraeanum)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: irritante para as mucosas
Sintomas da intoxicação: salivação, prurido (coceira) intenso na face, edema na região da face, vômitos, paralisia de língua.

Azaleia (Rhododendron spp)
Parte tóxica: toda a planta, principalmente a folha
Toxicidade: depressão do sistema nervoso central (SNC) e respiratório.
Sintomas da intoxicação: vômitos prolongados, arritmias, convulsões, ataxia, fraqueza, depressão e morte.

Babosa (Aloe spp)
Parte tóxica: seiva da planta (líquido branco)
Toxicidade: irritante para as mucosas e pele
Sintomas da intoxicação: bolhas na pele e mucosa oral, salivação, vômitos, diarreia, dor abdominal, pulso fraco, conjuntivite (quando em contato com os olhos).

Banana-de-macaco ou Manacá (Philodendron bipinnatifidum)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: irritativo para as mucosas
Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo (coceira), irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração em casos mais gaves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

Bico-de-papagaio (Euphorbia pulcherrima)
Parte tóxica: seiva da planta (líquido branco)
Toxicidade: irritante para as mucosas e pele
Sintomas da intoxicação: bolhas na pele e mucosa oral, salivação, vômitos, diarreia, dor abdominal, pulso fraco, conjuntivite (quando em contato com os olhos).

Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia spp)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: irritativo para as mucosas
Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo (coceira), irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração em casos mais gaves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

Copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: irritante para as mucosas
Sintomas da intoxicação: salivação, prurido (coceira) intenso na face, edema na região da face, vômitos, paralisia de língua.

Costela-de-adão (Monstera deliciosa)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: irritante para as mucosas
Sintomas da intoxicação: salivação, prurido (coceira) intenso na face, edema na região da face, vômitos, paralisia de língua.

Mamona – mamoneira
(Ricinus communis)
Parte tóxica: toda a planta, principalmente as sementes
Toxicidade: morte celular (bloqueia síntese de proteínas)
Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia, mucosas arroxeadas (cianose), ataxia, convulsões e fraqueza. Os sinais aparecem apenas 3 dias após a ingestão.

Dedaleira (Digitalis purpurea)
Parte tóxica: toda a planta, principalmente as flores e os frutos
Toxicidade: tóxica ao coração
Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia, bradicardia (coração bate devagar) e arritmias.

Erva-moura (Solanum nigrum)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: neurotóxica
Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia, pupilas dilatadas, ataxia, fraqueza e sonolência.

Espirradeira
(Nerium oleander)
Parte tóxica: toda a planta, principalmente a planta seca ou folhas mortas.
Toxicidade: toxica ao coração
Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia (com ou sem sangue) e arritmias.

Folha-da-fortuna
(Kalanchoe spp)
Parte tóxica: toda a planta, principalmente as flores
Toxicidade: tóxica ao coração
Sintomas da intoxicação: vômito, diarreia, ataxia, tremores e morte súbita.

Hera
(Hedera helix)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: irritativo para as mucosas
Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo (coceira), irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração em casos mais gaves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

Hortênsia (Hydrangea macrophylla)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: alterações do sistema nervoso central e transporte de O2.
Sintomas da intoxicação: cianose (mucosas arroxeadas), convulsões, dor abdominal, flacidez muscular, letargia, vômitos e coma.

Lírio (Lilium spp)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: falência renal aguda
Sintomas da intoxicação: vômitos, depressão, letargia e anorexia.

Lírio-da-paz (Spathiphyllum wallisii)
Parte tóxica: toda a planta
Toxicidade: irritativo para as mucosas
Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo (coceira), irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração em casos mais gaves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

Lírio-do-vale (Convallaria majalis)
Parte tóxica: toda a planta, principalmente as raízes
Toxicidade: tóxica ao coração
Sintomas da intoxicação: salivação, vômitos, bradicardia (coração bate devagar), arritmia, convulsões e até morte súbita.

Maconha (Cannabis sativa)
toda a planta, especialmente as folhas secas
Toxicidade: neurotóxica
Sintomas da intoxicação: depressão, ataxia, bradicardia (coração bate devagar), vocalização, salivação, vômitos, pupilas dilatadas, alterações de comportamento

Essas informações não devem ser interpretadas como forma de diagnóstico. Nunca medique seu gato sem orientação veterinária!

Post escrito pela parceira e veterinária, Laila Massad Ribas, autora do portal Medicina Felina

Mais saúde

dedeira-escovacao-gato-2 Dedeira para apoio na limpeza dos dentes Publicado por Gateiro, 15/02/2019

Gatos podem apresentar gengivite e outras doenças periodontais ao longo do seu desenvolvimento. Pets idosos já sofrem com o problema com muito mais frequência. Como escovar os dentes do gato, mesmo com uma escova desenvolvida especialmente para pets, eu trago mais uma opção – a dedeira! Usada para a limpeza da gengiva e dentes de […]

gato-comprimido-babao-2 Gato babão depois de tomar remédio Publicado por Gateiro, 08/01/2019

Eu acredito que muitos gateiros já viram seus gatos babarem bastante ao receberem uma medicação líquida. Acontece, assusta, é normal, mas o tratamento em questão fica comprometido. Como o sabor dos remédios geralmente é bem amargo, os bichanos tratam de salivar com vontade para eliminar o gosto. Alguns babam mais, outros menos, mas a reação […]

gato-picole-3 Bola de gelo para refrescar Publicado por Gateiro, 18/12/2018

Com o verão batendo na porta, uma foto antiga sempre reaparece nas redes sociais: O gato e o seu picolé de ração úmida! A ideia é aprovada por veterinários, mas trate de deixar o picolé alguns minutos fora da geladeira antes de servir para o bichano, para derreter um pouco, pois isso evitará que a […]

gatos-cuidado-racao-1 Um gato vomitou e o outro quer comer! Publicado por Gateiro, 10/01/2018

É isso mesmo que você leu! Quem tem mais de um gato em casa, pode ter presenciado tal situação. Gatos não são como filhotes de passarinho, que podem comer o alimento já mastigado pela mãe. Veterinários não recomendam permitir o consumo de um alimento vomitado, pois assim as condições do organismo de um bichano não vão se estabelecer […]

clientes-1 doacoes-1

Gateiro no seu e-mail

Digite seu e-mail para receber as postagens do blog

Mais sobre

Arquivos

facebook

portal-medicina-felina-1