Você quer adotar um gato mas já tem um morador felino em casa. Como deve ser feita a integração do novo gato?

Veja algumas dicas:

– As palavras “lentamente” e “pacientemente” devem ser seguidas à risca. Elas serão fundamentais para que você promova a harmonia entre todos os moradores felinos da casa. O tempo que você irá gastar neste processo será recompensado, pois evitará vários conflitos no futuro. As duas primeiras semanas da novidade poderão dizer muito sobre o relacionamento dos gatos no futuro.

– Prepare um quarto confortável, seguro e preferencialmente exclusivo para o novo gato que está chegando na família. Coloque para ele comida, água, caixa de sanitária, brinquedos e uma cama.

– Com cada um em seu quarto, será normal que eles percebam a presença do outro na casa, mesmo com a porta fechada. Eles estarão começando a explorar a presença do outro em casa.

– Para os animais, o cheiro é importante na etapa de conhecimento. Por isto, deixe que eles se cheirem indiretamente esfregando uma toalha em um e colocando o outro para cheirar. Logo eles se acostumarão um com o cheiro do outro pela casa.

– Nesta fase de apresentação, alterne por pelo menos duas vezes o papel dos gatos na casa. Coloque o novo gato na cama do velho morador e deixe este cheirar o quarto do novo gato.

– Após o primeiro dia, deixe os dois gatos se conhecerem através da fresta de uma porta semiaberta e avalie como eles se acostumarão à presença do outro.

– Quando você perceber que eles estão prontos para uma convivência direta, deixe que eles se aproximarem sob sua supervisão. Rosnados e miados serão normais, mas se houver um ataque físico, intervenha imediatamente. Repita esse passo outras vezes, dando algumas horas de intervalo, dependendo do quanto eles se entenderão. Se aparentemente eles se tolerarem, mesmo com algum estranhamento ou raiva, encoraje-os com elogios de forma que entendam que o comportamento é aprovado.

– Para eles se acostumarem à presença um do outro, faça as primeiras atividades deles em conjunto. Alimente os no mesmo instante e ambiente, brinque com eles e os acaricie.

– Caso eles não se comportem bem, separe-os novamente e retome a apresentação de onde parou. Se um deles apresenta um comportamento agressivo, dê-lhe um tempo até que ele se acalme antes de tentar novamente.

Dicas bônus:

– Se você quer um gatinho para fazer companhia a um gato mais velho, considere adotar dois gatinhos em vez de um. Os dois se entreterão entre eles e o mais velho aprenderá a amá-los.

– Se você já tem mais de um gato, use o gato que você considera como líder da tribo, o “gato alfa” para as primeiras apresentações. Com ele aceitando o recém-chegado, os outros gatos seguirão o comportamento mais facilmente.

– Não privilegie o gato recém-chegado na atenção e carinhos. Tente fazer com que todos se sintam incluídos no processo e associem o prazer à presença do novo gato.

Com o tempo, a tendência é que os gatos comecem a conviver bem. Por isso, encaminhe todo o processo com paciência.

Posts relacionados

Cadastre-se em nossa newsletter e receba novidades por e-mail