Quem já acompanhou uma consulta veterinária, deve ter presenciado a realização de um simples teste que verifica o nível de hidratação do paciente. Ele é realizado a partir da suspensão a pele da nuca do gato, levando em conta a velocidade do retorno da pele para o local original. Mas somente este teste define o nível de hidratação do pet? Ele também vale para gatos idosos, cuja pele tem menos elasticidade?

A Dra. Keila Regina de Godoy, médica veterinária da PremieR pet, explica que para determinar se o gato está desidratado, assim como diagnosticar a causa desta condição clínica, é indispensável a avaliação de um médico veterinário. Isso porque o teste de elasticidade da pele é apenas um dos métodos de análise, dentre outros que são considerados em conjunto no exame físico e laboratorial. Além disso, há variação da elasticidade da pele ao longo da vida do animal (de filhote a idoso), o que pode dificultar a interpretação. Portanto, é importante esclarecer que este teste isoladamente não oferece um bom parâmetro para avaliação da desidratação em gatos.

Lembre-se: a desidratação é uma condição clínica que precisa ser revertida o mais breve possível para evitar complicações mais graves, que podem levar o animal à morte.

Mande a sua dúvida sobre nutrição para a Dra. Keila! Encaminhe a mensagem para o e-mail ogateiro@gateiro.com.br. As dúvidas que mais se repetem e os casos nunca comentados nesta seção serão respondidos.

Confira o site, a fan page e o perfil da marca no Twitter.

Posts relacionados

Cadastre-se em nossa newsletter e receba novidades por e-mail